Aerosmith em Curitiba 2013

F.Medina no Show do Aerosmith – Curitiba – 15.10.2013

2013 foi um ano eletrizante para quem gosta de shows de rock. Eu não esperava ir ao Show do Aerosmith e do Withesnake em Curitiba. Seria mais um grande espetáculo entre tantos outros seguidos: Rock’n Rio com Metalica, Black Sabbath, Iron Mainden em São Paulo e também em Curitiba. Mas enfim, lá fomos nós, em um evento organizado pela Naiade, minha empresa de turismo.

Primeiro foi a vez do Whithesnake abrir o show. E que legal, não deixa de ser um tanto engraçado escutar logo de cara Love Ain’t No Stranger e Is This Love. A sensação que temos é de entrarmos num túnel do tempo, onde no meu caso me senti um adolescente mais uma vez.

F.Medina no Show do Aerosmith com Carol, Clovis e Harolds – Curitiba – 15.10.2013

Com a entrada do Aerosmith,  a tal sensação se concretiza por completo. As músicas começam a remeter a detalhes precisos do passado em nossas vidas. Você vê que envelheceu e se pergunta se esta melhor ou pior que o Steven Tyler. Claro que se esquecendo que neste mesmo passado, ele já era mais velho que você.

F.Medina no Show do Aerosmith com Carol, Guga e Gi – Curitiba – 15.10.2013

Sempre gosto de agregar a meu relato uma reportagem de imprensa local. Assim podemos ter um ideia do que a mídia achou do evento em questão. Abaixo acompanhe a matéria e as fotos da Gazeta do Povo de Curitiba.

Para Saber Mais…

Reportagem e fotos da Gazeta do Povo – Jornal Paranaense

Aerosmith e Whitesnake dão aula de hard rock em Curitiba

Eles podem não ter mais tanta energia quanto antigamente; nem serem os galãs de trinta anos atrás. Mas o fato é que o os sessentões David Coverdale (e seus companheiros de Whitesnake), Steven Tyler, Joe Perry – e o restante da trupe do Aerosmith – ainda têm muita bala na agulha, talento de sobra, saúde e experiência para divertir multidões ao redor do mundo. E, em pleno Dia do Professor, deram uma aula de como se faz um bom show de rock.

Os dois ícones do hard rock dividiram o palco na noite desta terça-feira, no BioParque, no primeiro show brasileiro da The Global Warming Tour, da banda norte-americana. O Whitesnake subiu ao palco por volta das 20h45, com quatro hits em sequência: “Give Me All Your Love”, “Ready an’ Willing”, “Love Ain’t No Stranger” e a eterna balada “Is This Love”.

Som perfeito, banda empolgada e com seu frontman com a voz tinindo, o Whitesnake levantou a galera. Ao contrário das apresentações de 2011, quando a banda britânica abriu para o Judas Priest, as músicas foram executadas no tom original, e Coverdale abusou dos gritinhos – agora recuperado de um problema na garganta. O show teve duelo de guitarras – Doug Aldrich versus Reb Beach –, solo de gaita e bateria e covers infalíveis (“Burn” com citações a “Stormbringer”, ambas do Deep Purple); e outros clássicos, como “Fool for Your Love”, “Here I Go Again” e “Still of the Night”. Coverdale parecia se esquecer de que tem 62 anos, e “sensualizava” o tempo inteiro, girava o pedestal, fazia caras e bocas. Como pede um bom show de rock.

Às 22h50, porém, subiu ao palco a maior autoridade no gênero em atividade – junto com o Kiss: depois de uma introdução apocalíptica no telão, em referência à The Global Warming Tour, chegou a hora do Aerosmith. Enquanto a plateia se distraía com o vídeo, Steven Tyler e Joe Perry praticamente “brotaram” na beira da passarela que saía do palco. E deixaram a música falar por eles, com “Let the Music Do the Talking”, do álbum Done With Mirrors, de 1985.

E já emendaram o clássico “Love in na Elevator”, de Pump (1989). Durante duas horas, Steven Tyler, Joe Perry, o guitarrista-base Brad Whitford, o baterista Joey Kramer e o baixista David Hull (Tom Hamilton não vai participar das apresentações no Brasil) esbanjaram disposição, talento e presença de palco. O Aerosmith enfileirou sua longa coleção de hits, mas o melhor foi a aparente harmonia entre os “toxic twins”, que, a exemplo de Mick Jagger e Kith Richards, vivem às turras.

Os melhores momentos foram “What it Takes”, que Steven Tyler começou cantando a capella, e brincando com o nome Curitiba: “Eu gosto de como ‘Curitiba’ soa”, comentou. “Show me your ‘Curitiba’!”, pediu, arrancando gargalhadas da plateia. E “Living on the Edge”, quando cantou no meio de duas meninas no palco – e quase beijou uma delas. No mais, teve tudo o que um bom show de hard rock deve ter: megahits, performance impecável, gritos estridentes, figurinos extravagantes, efeitos especiais, chuva de papel picado etc. Em resumo: uma noite bem divertida no BioParque.

Setlists

WHITESNAKE

1) Give Me All Your Love
2) Ready an’ Willing
3) Love Ain’t No Stranger
4) Is This Love
5) Slide It In/Slow an’ Easy
6) Love Will Set You Free
7) “Steal Your Heart Away”
8) “Fool For Your Love”
9) “Here I Go Again”
10) “Still of the Night”
11) “Burn”/”Stormbringer”

AEROSMITH

1) “Let The Music Do The Talking”
2) “Love in an Elevator”
3) “Toys in the Attic”
4) “Oh Yeah”
5) “Pink”
6) “Dude (Looks Like a Lady)”
7) “Same Old Song and Dance”
8) “Cryin’”
9) “Last Child”
10) “Jaded”
11) “Combination”
12) “What it Takes”
13) “Livin’ on the Edge”
14) “I Don’t Wanna Miss a Thing”
15) “No More No More”
16) “Come Together”
17) “Walk This Way”

Bis:
18) “Dream On”
19) “Sweet Emotion”
20) “Crazy”
21) “Movin’ Out”
22) “Train Kept A-Rollin’”

a Banda até 2013

Ícones, lendas vivas, ídolos, um fenômeno da natureza! Faltam palavras para descrever os membros e a banda, que permacece tão dinâmica e inovadora como há trinta anos. Conhecida como “a maior banda de rock and roll da America”, o Aerosmith tem seu estilo enraizado em um hard rock baseado no blues, além de incorporar elementos do pop, heavy metal e rhythm and blues. Com 15 álbuns no currículo, 150 milhões de álbuns vendidos e inúmeros prêmios, a banda carrega um nome que não precisa mais de quaisquer introduções. Com sua formação original até os dias atuais, o Aerosmith é composto por Steven Tyler, Joe Perry e Brad Whitford nas guitarras, Tom Hamilton no baixo e Joey Kramer na bateria.

Na estrada desde 1969, as músicas “Sweet emotion”, “Livin’ on the edge”, “Cryin’”, “I don’t want to miss a thing”, “Dream on”, “Love in an elevator”, “Walk this way”, “Pink”, “Jane’s got a gun” e “Crazy” estão entre os principais sucessos da banda. Após 11 anos sem material inédito, Aerosmith lançou em 2012 o álbum “Music from another dimension”. O álbum contém 15 canções, entre elas “Freedom Fighter”, que tem a participação do ator Johnny Depp tocando guitarra.

Aerosmith é a banda de rock norte-americana que mais vendeu em toda a história, com mais de 150 milhões de álbuns vendidos ao redor do mundo, incluindo 66,5 milhões vendidos somente nos Estados Unidos. A banda também detém o recorde do maior número de álbuns com certificações de ouro e multi-platina de um grupo norte-americano, colocando 21 músicas no Top 40 da Billboard Hot 100. Aerosmith é também detentor de quatro Grammy Awards e 10 MTV Video Music Awards.

Foto das Bandas em 2013

Por franciscomedina.com.br

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Previous Story

Concebendo Ivi - Escrevendo as Origens Encantadas

Next Story

FAQS - Seriados Preferidos

Latest from Show de Rock